Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Terça, 10 Outubro 2017 18:57
ATENÇÃO PSICOSSOCIAL

Alagoas celebra Dia Nacional de Saúde Mental com quase 60 Caps implantados

Unidades estão em todo o Estado e Maceió possui cinco serviços habilitados

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Em cada unidade são desenvolvidas diversas atividades para o tratamento de usuários com transtornos mentais Em cada unidade são desenvolvidas diversas atividades para o tratamento de usuários com transtornos mentais (Fotos: Olival Santos)
Texto de Thallysson Alves

O Dia Nacional de Saúde Mental foi comemorado nesta terça-feira (10), com passeios e outras atividades promovidas pelos 59 Centros de Atenção Psicossocial (Caps) espalhados por municípios que se se estendem de Maceió ao interior.

 

(Fotos: Olival Santos)

 

Em cada unidade são oferecidos serviços referenciais do Sistema Único de Saúde (SUS) para o tratamento de alagoanos de todas as faixas etárias que sofrem com transtornos mentais.

 

Os Caps são divididos em I, II, III, Ad e Si. Em Maceió, essas unidades de saúde estão localizados no Jacintinho, Farol, Jatiúca, Chã de Bebedouro e Serraria. O tipo I atende pessoas com transtornos mentais graves e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas. Este específico para municípios com população de 20 mil até 70 mil habitantes.

 

(Fotos: Olival Santos)

 

O Caps tipo II tem o mesmo perfil do I, mas possui estrutura maior, situado em municípios com população superior a 70 mil habitantes. O tipo III proporciona atendimento contínuo, com funcionamento 24 horas, incluindo feriados e finais de semana, ofertando retaguarda clínica, acolhimento noturno e outros serviços de saúde mental.

 

O Caps Ad atende adultos, crianças e adolescentes usuários de crack, álcool e outras drogas, sendo destinado a municípios com população de 70 a 200 mil habitantes. O Ad III é porta de entrada para adultos, crianças e adolescentes e possui no máximo 12 leitos para observação e monitoramento, com funcionamento 24 horas, incluindo feriados e finais de semana. Este é indicado para municípios com população acima de 200 mil habitantes.

 

Já o Caps Si atende crianças, adolescentes e jovens de até 25 anos que sofram de transtornos mentais graves e persistentes e os que fazem uso de crack, álcool e outras drogas. O serviço é aberto 24 horas e está localizado em municípios com população acima de 200 mil habitantes.

 

“O Dia Nacional de Saúde Mental visa chamar a atenção da sociedade para a questão da saúde mental global e identificá-la como uma causa comum a todos os povos, ultrapassando barreiras nacionais, culturais, políticos ou socioeconômicos. Combater o preconceito e o estigma à volta da saúde psicológica é outro dos objetivos da data”, enalteceu o supervisor de atenção psicossocial da Secretaria de Estado da Saúde, Berto Gonçalo.

 

(Fotos: Olival Santos)

 

Ainda de acordo com ele, as perturbações de natureza mental, infelizmente, estão a crescer, assim como os distúrbios mentais, independentemente da sua gravidade. Por isso, a importância dos Caps.

 

“Somados à depressão, são as principais doenças incapacitantes do século XXI e fatores anunciantes do suicídio. Em Alagoas, por mês, assistimos a uma média de 160 usuários com problemas, que vão muito além da complexidade da dependência química”, informou o supervisor.