Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sexta, 01 Setembro 2017 22:26
Convênio

Centro Cultural Multiuso de Capela será reconstruído pelo Governo do Estado

Construção de 1934 foi demolida em 2014 e faz parte do imaginário afetivo da população

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
reconstrução do prédio está orçada em mais de R$ 1 milhão, 98% dos recursos provenientes do Estado e 2% da Prefeitura Municipal de Capela. reconstrução do prédio está orçada em mais de R$ 1 milhão, 98% dos recursos provenientes do Estado e 2% da Prefeitura Municipal de Capela. Fotos: Kaio Fragoso
Texto de Morena Melo e Thiago Tarelli

Fomentar o turismo em todos seus segmentos é uma das missões da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur). Com isso, o Governo do Estado assinou nesta sexta-feira (1), o termo de convênio para reconstrução do Centro Cultural Multiuso de Capela.

 

A reconstrução do prédio está orçada em mais de R$ 1 milhão, 98% dos recursos provenientes do Estado e 2% da Prefeitura Municipal de Capela. A cerimônia de assinatura do convênio aconteceu na praça central do município, durante a programação da 7º edição do Governo Presente. 

 

"É uma satisfação para Sedetur entregar um equipamento importante para o turismo da região do Vale do Paraíba. A interiorização do desenvolvimento econômico do nosso estado pode e deve estar atrelada ao turismo", disse o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo.

 

A reconstrução do Centro Cultural Multiuso de Capela é uma reivindicação antiga da população capelense. Construído em 1934, o prédio conhecido como “Farinheiro” foi derrubado em 2014, restando apenas a fachada da edificação original.

 

Para o ministro do Turismo, Marx Beltrão, os potenciais turísticos de Alagoas devem ser aprimorados com a presença de equipamentos como este.

 Kaio Fragoso

"Alagoas é um Estado rico em belezas naturais, temos muitos motivos para atrair turistas. Se isso for somado à infraestrutura certamente o turismo será cada vez mais um segmento fundamental para nossa economia. Isso a Sedetur, sob o comando do secretário Helder tem feito bem. Estamos em constante diálogo para tornar o turismo em Alagoas um segmento estruturado e ainda mais forte", disse o ministro.

 

Quando em atividade, o “Farinheiro” era um ponto de comércio, arte e cultura, tendo em vista que o ambiente servia para apresentações de artistas locais e também para lazer e recreação da população. A ideia é que o novo Centro Cultural Multiuso agregue todas essas atividades, impulsionando o desenvolvimento econômico da região através do turismo e da comercialização dos produtos produzidos pelos agricultores capelenses.