Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sexta, 25 Agosto 2017 10:00
LITORAL NORTE

Fotógrafos subaquáticos e agentes de turismo participam de curso de qualificação em Maragogi

Ação apoiada pela Sedetur acontece em parceria com a Prefeitura de Maragogi, trade turístico, Instituto Chico Mendes e Projeto Yandê

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Mais de cento e cinquenta profissionais se inscreveram para realização do curso oferecido gratuitamente Mais de cento e cinquenta profissionais se inscreveram para realização do curso oferecido gratuitamente Kaio Fragoso
Texto de Thiago Tarelli

Para estimular a sustentabilidade na atividade turística, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) apoia o projeto ‘Maragogi na Rota do Turismo Sustentável’. Lançado na última quarta-feira (23), o programa qualifica os profissionais do trade para adotar práticas sustentáveis.

 

O projeto ‘Maragogi na Rota do Turismo Sustentável’ fornecerá a fotógrafos subaquáticos e agentes turísticos um curso de qualificação para acolhimento, orientação e atendimento ao turista, aliado aos conceitos de sustentabilidade e conservação ambiental.

 

Mais de cento e cinquenta profissionais se inscreveram para realização do curso oferecido gratuitamente. Um deles foi o fotógrafo subaquático Enermécio Lima, que trabalha na área há 16 anos.

 

"O curso é uma oportunidade maravilhosa. Nós só tivemos algo parecido há dez anos e hoje, por iniciativa do poder público e trade turístico, finalmente vamos ter uma reciclagem desses assuntos tão importantes para nossa atividade. A orientação irá nos permitir oferecer um melhor atendimento ao turista que visita nossa cidade", conta Enermécio Lima.

 

A gerente de Produtos e Destinos da Superintendência de Turismo da Sedetur, Thereza Dantas, explica que esta ação é importante para o turismo e o desenvolvimento da região. "É uma oportunidade para estes profissionais se qualificarem e não só oferecerem um melhor serviço aos turistas como, também, trabalharem de uma forma que não prejudique o meio ambiente", ressalta.

 

As aulas serão ministradas por cinco profissionais especializados, que abordarão habilidades e conhecimentos gerais sobre a região e a atividade. Além disso, questões de empreendedorismo e preservação de recifes costeiros também serão abordadas nas aulas, que se estenderão até o fim do mês de novembro.