Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sexta, 11 Agosto 2017 17:42
SUSTENTABILIDADE

IMA terá o dobro de reeducandos trabalhando na preservação do meio ambiente

Em Alagoas, mais de 600 custodiados estão inseridos nos convênios da Secretaria de Reintegração Social

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Governo do Estado investe na ressocialização, gerando oportunidades de trabalho aos apenados Governo do Estado investe na ressocialização, gerando oportunidades de trabalho aos apenados Foto: Jorge Santos
Texto de Mayara Wasty

Famílias estão mudando de vida graças àparceria firmada entre a Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) e o Instituto do Meio Ambiente (IMA). Nesta semana, os gestores dos órgãos firmaram um novo convênio para dobrar o número de reeducandos empregados no IMA. Vinte e quatro profissionais que cumprem pena fora do sistema prisional vão trabalhar na proteção do meio ambiente.

 

O secretário da Ressocialização, TC Marcos Sérgio de Freitas, destaca a parceria com o instituto para solidificar o projeto e inserir mais apenados no mercado de trabalho. “O IMA tem um atendimento profissional e um acolhimento especial com a Reintegração Social [setor responsável pelos convênios da Seris]. Essa relação de confiança e honradez é fundamental para ampliar as ações de reinserção social e atender aos anseios sociais”, disse.

 

Gustavo Lopes, diretor-presidente IMA, ressalta um dos motivos para dobrar a oferta de vagas. “O diálogo com a Seris é muito bom e rápido. Sempre que temos alguma dificuldade, entramos em contato com os fiscais de trabalho e temos uma resposta rápida. Os reeducandos estão trabalhando muito bem, atendem a nossa expectativa. Além disso, entendemos que estamos ressocializando esse pessoal com a oportunidade de emprego”, comenta.

 

Redução da reincidência criminal

 

Ainda de acordo com o secretário, a meta do Governo do Estado é ofertar mil vagas de empregos por meio dos convênios. “Temos recebido total apoio do governador Renan Filho, sem poupar esforços para investir na Ressocialização. Entendemos que o trabalho é a melhor saída para quem busca uma mudança de vida, sem delinqüir. Vale lembrar que a taxa de reincidência criminal dos apenados inseridos nos convênios é de 2%”.

 

Mais do que uma oportunidade de emprego, o serviço prestado garante o sustento das famílias dos apenados, a reinserção no âmbito social e um futuro promissor para quem busca trilhar um caminho digno.

 

Alagoas é o Estado que mais emprega apenados no mercado de trabalho. A unidade já ultrapassou a marca 600 egressos inseridos nos 30 convênios celebrados pelo setor de Reintegração Social da Seris.