Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quinta, 27 Julho 2017 12:41
ESPORTE E INCLUSÃO

Em seu segundo ano, programa Na Base do Esporte amplia atendimento em Maceió

Por meio de 15 entidades selecionadas, programa interage com a comunidade em 11 núcleos, e atende cerca de 1.300 pessoas

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Programa Na Base do Esporte é aberto para crianças, jovens, adultos e idosos Programa Na Base do Esporte é aberto para crianças, jovens, adultos e idosos Ascom Selaj
Texto de Paulo Chancey Junior

Interação, inclusão social, atividades de esporte e lazer, são medidas básicas de toda gestão pública. Mas quando se realiza um programa com todas essas ações juntas, o diferencial é garantido. Pensando nisso, o Governo do Estado de Alagoas, através da Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude (Selaj), criou o programa Na Base do Esporte, que vem crescendo, aparecendo e fazendo a diferença em áreas consideradas vulneráveis de Maceió.

 

O programa “Na Base do Esporte” foi lançado no segundo semestre de 2015, como primeiro programa social, com viés esportivo. Os principais objetivos para a sua criação, se referiam a necessidade de criar oportunidades de contribuir com a prevenção da criminalidade, juntamente com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) e Secretaria de Prevenção a Violência (Seprev) através da prática de atividades físicas e esportivas.

 

O público atendido poderia ser considerado específico, por se tratar de áreas vulneráveis, de acordo com estatísticas da segurança pública, apontados como regiões preocupantes. Porém, ele é aberto para crianças, jovens, adultos e idosos, de forma que promova a elevação da qualidade de vida e educação cidadã, através das atividades.

A secretária do esporte, lazer e juventude, Claudia Petuba reforça os objetivos e projeta o crescimento do programa. “Importante frisar que todos os bairros onde existem Bases Comunitárias da Polícia Militar, o programa Na Base do Esporte funciona em sua plenitude. Nós procuramos envolver um conjunto da sociedade e assumir essa responsabilidade de levar esporte de maneira cidadã e preventiva de problemáticas sociais para as comunidades”, afirmou.

 

De forma democrática e transparente, os parceiros para a sua execução foram selecionados através de chamadas públicas. No ano de 2016 foram selecionadas 12 entidades e em 2017, mais 3, totalizando 15 entidades esportivas que receberão o valor de R$ 36 mil cada, divididos em 12 parcelas, além de materiais esportivos e uniformes.

 

As 15 entidades selecionadas atuam nos bairros do Trapiche, Vergel, Bebedouro, Osman Loureiro, Jacintinho, Forene, Cidade Universitária, Carminha, Carminha, Selma Bandeira e Cleto Marques Luz. A Grota do Pau D’arco no bairro do Jacintinho, está em fase de implementação e foi um pedido especial do governador Renan Filho, que já promoveu mudanças na comunidade, com uma verdadeira revitalização através do programa Vida Nova nas Grotas. Todas essas entidades funcionam com atividades que variam entre 2 e 5 dias durante a semana, durante manhã e tarde.

 

Atualmente, o número de beneficiados com o projeto chega a 1300 pessoas, que participam de atividades físicas, esportivas, lúdicas e educacionais, incluindo intercâmbio cultural com jovens estrangeiros, através de uma parceria com a AIESEC.

O superintendente de Esporte, Lazer, Inclusão Social e Rendimento da Selaj, Wagno Godez, conta a experiência de interagir com representantes de entidades, participantes e parceiros do programa.

 

“É um desafio e uma motivação estar participando diretamente da gestão desse programa, uma vez que é uma atividade que atende diretamente uma demanda muito grande de atividades nessas comunidades de grande vulnerabilidade social. Temos buscado juntos as entidades, para que compreendam e atendam a dinâmica de cada região. Destacamos também um trabalho conjunto, que vem do governador Renan Filho, da secretária Claudia Petuba, das secretarias envolvidos, dos participantes, da comunidade, dos parceiros, para que possamos levar inclusão social, atividades físicas e esportivas para todo esse público”, afirmou.

 

O desafio é ampliado para os monitores que trabalham quase que diariamente com os beneficiados no programa. Membro da Federação Alagoana de Judô, que comanda uma das bases no bairro do Jacintinho, Ícaro Gama conta como tem sido trabalhar com este público.

 

“Faço questão de dividir, de mostrar como está sendo valiosa essa experiência. Me traz muita felicidade trabalhar com esse público. Ele te dá uma resposta imediata do que está sentindo. São sorrisos estampados, do quanto estão gratos por estarem ali. É uma verdadeira troca de conhecimentos. A comunidade abraça o projeto. Mães acompanham, participam, diferente de tudo que já vi e participei. A gente deve parabenizar o governo, a Selaj, pela forma como estão desempenhando o programa na base do Esporte. Para mim é um orgulho fazer parte disso”, comentou.

 

Cada entidade apresenta atividades diferentes. No Estádio Rei Pelé por exemplo, a Federação Alagoana de Atletismo (FAAT) promove aulas de atletismo, futebol e handebol, enquanto a Federação Alagoana de Beach Soccer (FALABS) realiza aulas de zumba e ginástica.

 

O Instituto Crescer Cidadão além de atividades físicas e esportivas, ainda promove uma parceria com a AIESEC, para trazer jovens intercambistas que ministram aulas de línguas como espanhol e inglês, no bairro do Vergel.

 

Seja na parte alta, central ou baixa de Maceió, todas as regiões estão atendidas com atividades distintas. Em uma delas, a idosa Maria da Conceição Araújo, de 68 anos, lembrou das atividades que vem fazendo e de como sua vida tem melhorado por conta das atividades.

 

“Eu já venho fazendo algumas atividades há alguns anos. Caminhada logo cedinho, já fiz fisioterapia no joelho. Mas fazia isso sem compromisso. Agora, toda segunda, quarta e sexta participo da Zumba no Trapichão. Venho logo cedo, volto para casa disposta, faço a comidinha do marido e dos filhos. Tenho me sentido muito bem. Acho que nós, que vivemos em locais mais afastados, merecemos este tipo de atenção e de forma gratuita, claro. Eu tô satisfeitíssima”, comentou sorridente.

 

O programa Na Base do Esporte completa dois anos no mês de setembro e pretende ampliar ainda mais as parcerias e principalmente, o atendimento ao público em Maceió e futuramente no interior do Estado.

 

“Essa foi à primeira vez que um governo em Alagoas sistematizou de maneira robusta, um projeto deste tipo, foi um marco histórico. Continuamos trabalhando para melhorar, sempre. Abrimos um diálogo junto com a Unicef. Estamos batalhando para que a entidade reconheça o programa, que auxilia para a pacificação de locais vulneráveis. Seguimos trabalhando para ampliar o nosso grupo de parceiros, e juntos, conscientizar a todos o programa é do governo do Estado, mas queremos consolidar como patrimônio do povo alagoano”, concluiu a secretária Claudia Petuba.