Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Segunda, 17 Julho 2017 13:35
CICLO DE INVESTIMENTOS

Em Porto Calvo, governador autoriza construção do Hospital Regional do Norte

Equipamento está orçado em R$ 29 milhões e deve ficar pronto em 18 meses, atendendo a população de nove municípios da região

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Renan Filho autoriza o início das obras do Hospital do Norte e destaca ciclo de investimentos da Saúde Renan Filho autoriza o início das obras do Hospital do Norte e destaca ciclo de investimentos da Saúde Márcio Ferreira
Texto de Severino Carvalho

O primeiro hospital que integra o processo de regionalização da Saúde em Alagoas começa a sair do papel e a tomar formas. O governador Renan Filho assinou, nesta segunda-feira (17), no bairro Mangazala, em Porto Calvo, a ordem de serviço para a construção do Hospital Regional do Norte. A obra terá um investimento de R$ 29 milhões e deve ser concluída em 18 meses.

 

"Trata-se de um equipamento fundamental para estruturar a saúde pública da região Norte de Alagoas e melhorar a qualidade de vida das pessoas. O cidadão quer um tratamento de saúde decente e perto da sua casa. É isso o que o Governo do Estado está fazendo com a construção do Hospital Regional do Norte", salientou Renan Filho.

 

O novo Hospital Regional vai atender a população de nove municípios do Norte de Alagoas. O equipamento será edificado nas proximidades do trevo entre as rodovias estaduais AL-105 e 460, no bairro Mangazala, em Porto Calvo, em terreno de 8.729,63 m² doado pelo município.

 

O equipamento terá 110 leitos com capacidade para realizar, mensalmente, 7.700 consultas e 7.000 exames de diagnóstico complementar. Desse total de leitos, 18 serão para maternidade, 15 de pediatria, 27 para a realização de cirurgias, 30 de clínica médica, 10 para UTI adulto, sete de UCI neonatal e três para enfermaria canguru.

 

"Essa é a maior e mais importante obra para a Região Norte dos últimos tempos. Acredito que vai ajudar as populações de 16 municípios, não só os nove previstos inicialmente. Esse hospital vai salvar vidas e gerar empregos", destacou o prefeito de Porto Calvo, David Pedrosa.

 

De acordo com o governador, quando estiver pronto, o Hospital do Norte vai gerar de 600 a 800 empregos diretos, ajudando a dinamizar a economia da região. Só na construção, o equipamento absorverá a mão de obra de 300 operários. A prioridade para as contratações será de moradores do Norte do Estado, conforme recomendação do governador.

 

Renan Filho afirmou que, finalmente, Alagoas vive um ciclo de investimentos em saúde. "Na capital, estamos com o Hospital da Mulher com as obras avançadas, já na nona laje; estamos também com o Hospital Metropolitano em Maceió, o maior investimento em Saúde da história de Alagoas e agora começamos aqui o Hospital do Norte", citou o governador, reforçando que o investimento vai transformar para melhor a 2ª Região de Saúde, a mais carente em todo o Estado na atualidade.

 

O senador Renan Calheiros, que prestigiou a solenidade, observou que o Governo do Estado também construirá o Hospital Regional de União dos Palmares. Todas essas obras juntas, segundo ele, evitarão que o Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, fique sobrecarregado. Para ele, o Hospital Regional do Norte é um "passo muito importante" no sentido de reorganizar a rede de saúde pública de Alagoas.

 

"O governador abriu aqui na Região Norte, em Maragogi, uma UPA que já tem ajudado bastante e agora, com o Hospital do Norte, fará o maior investimento em saúde pública dos últimos tempos na região", destacou o senador.

 

O Hospital Regional do Norte vai beneficiar a população dos municípios de São Luís do Quitunde, Jacuípe, Matriz de Camaragibe, Passo de Camaragibe, São Miguel dos Milagres, Japaratinga, Porto de Pedras, Maragogi e Porto Calvo, que integram a 2ª Região de Saúde de Alagoas.

 

"Tenho conversado com secretários de Saúde de vários estados brasileiros e a pauta é uma só: o fechamento de hospitais. Isso que estamos realizando aqui hoje é resultado de muito trabalho. O Hospital Regional do Norte vai evitar que 180 mil moradores desta região se desloquem à capital do Estado em busca de atendimento", salientou o secretário de Estado da Saúde, Christian Teixeira.

 

Prestigiaram ainda a solenidade em Porto Calvo, o ministro do Turismo, Marx Beltrão; o presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Hugo Wanderley; o secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Alexandre Ayres; de Agricultura, Álvaro Vasconcelos; o vice-governador e secretário de Educação, Luciano Barbosa; prefeitos e vereadores de municípios da Região Norte do Estado, dentre outras autoridades.