AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sexta, 14 Julho 2017 17:31
VIDA NOVA

Casais celebram matrimônio em cerimônia coletiva no complexo penitenciário

Treze custodiados assumem um novo compromisso no Núcleo Ressocializador da Capital

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Fortalecimento do vínculo familiar é determinante para ressocialização Fortalecimento do vínculo familiar é determinante para ressocialização (Fotos: Jorge Santos)
Texto de Victor Costa

“Passei três anos namorando lá fora e, agora, graças ao Balcão Cidadão da Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social (Seris), estou consolidando a união com o amor da minha vida. Quero ter filhos, construir uma família. Espero que ele não faça nada de errado no Cadeião [Casa de Custódia da Capital] e seja ressocializado. Vou ajudá-lo neste processo”, afirma a recém-casada T.E.A., que preferiu não ser identificada.

 

Dando continuidade às ações ressocializadoras, a Seris, em parceria com o Tribunal de Justiça, realizou o quinto casamento coletivo deste ano no complexo penitenciário, na quarta-feira (12).

 

 

Na ocasião, treze casais assumiram a união matrimonial diante do juiz da 16ª Vara Criminal da Capital de Execuções Penais, José Braga Neto, no Núcleo Ressocializador da Capital. Os casais foram abençoados pelo pastor Francisco Pereira.

 

Mais do que fortalecer o vínculo familiar, a iniciativa renova as perspectivas dos internos de construirem um futuro melhor, evita a promiscuidade no cárcere, além de gerar mais controle e tranquilidade nas unidades prisionais.

 

A ação do Balcão Cidadão beneficiou os internos que estão na Casa de Custódia, Presídio Baldomero Cavalcanti, Cyridião Durval e Silva e Penitenciária de Segurança Máxima.

 

O juiz Braga Neto lembra que o casamento regulariza a visita. Além disso, o magistrado ressalta a parceria com o Estado para promover a justiça. “Muitas vezes existe união, mas não é comprovada. Com o casamento há o acesso à visita de fato e de direito. Sem nenhum entrave, temos recebido o apoio da Seris para realizar os trabalhos jurisdicionais, permanentes e imprescindíveis nos presídios”, comenta.

 

 

Logo após a celebração do casamento coletivo, as esposas recém-casadas foram atendidas pela Chefia de Serviços Penais, no Centro Administrativo do Complexo Penitenciário. Todas elas tiveram a situação regularizada no cadastro de visitantes. Agentes penitenciários sob a coordenação da Chefia Especial das Unidades Penitenciárias garantiram a segurança durante os procedimentos.

 

A coordenadora do Balcão Cidadão, Gisele Máximo, afirma que a missão do setor vai além da emissão de documentos civis. “Atendendo à diretiva do secretário de Ressocialização, TC Marcos Sérgio de Freitas, intensificamos as ações do Balcão Cidadão. Não basta promover a dignidade com a emissão de RGs e CPFs, é necessário estreitar a parceria com o Judiciário para fortalecer o vinculo afetivo e familiar no cárcere”, finaliza.