AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sábado, 01 Julho 2017 11:24

Governo de Alagoas avança em implantação de ambiente tecnológico

Implantação do Programa Sinapse visa criar a interseção entre o setor de inovação e a academia, transformando ideias em produtos de mercado

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Trabalho de implantação do programa será alinhado ao início das atividades do Polo de Tecnologia em Maceió Trabalho de implantação do programa será alinhado ao início das atividades do Polo de Tecnologia em Maceió Andressa Alves
Texto de Andressa Alves

O Governo de Alagoas deu mais um passo na implantação de um ambiente tecnológico qualificado e propício ao desenvolvimento econômico. 
 
 
Na sexta-feira (30), a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) e a Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (Fapeal) realizaram uma missão técnica nos Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (CERTI) de Florianópolis (SC) para conhecer de perto a experiência exitosa na geração de empreendimentos inovadores e estabelecer um plano de trabalho que será aplicado no Polo Estadual de Tecnologia, em Maceió, que tem previsão de entrega para o final de 2017.
 
 
Existente desde 1984 e com reconhecimento internacional, a Fundação CERTI é responsável pela execução do programa Sinapse da Inovação, que
atua auxiliando o desenvolvimento de novos produtos e processos com foco na criação de negócios, estimulando o empreendedorismo dentro do âmbito acadêmico.
 
 
Em vias de implantação em Alagoas - fruto de uma parceria entre o Governo do Estado e  Sebrae - o programa pretende filtrar ideias inovadoras dentro e fora da universidade,  gerando produtos competitivos, capacitando e dando o direcionamento necessário para a criação de novas empresas.
 
 
"O setor de tecnologia representa 40% do PIB (Produto Interno Bruto) de Florianópolis. Estamos buscando uma referência de base para aplicar a nossa realidade. Com a implantação do programa Sinapse, o Governo de Alagoas  estabelece uma política de Estado, que visa criar a interseção entre o setor tecnológico e de inovação e a academia, transformando grandes ideias em produtos de mercado, diversificando nossa economia. Esse é o caminho do futuro para Alagoas", afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Helder Lima.
 
 
O trabalho de implantação do programa será alinhado ao início das atividades do Polo de Tecnologia em Maceió.
 
 
Na prática, o programa atuará em cinco fases: Seleção das ideias; Projeto e Protótipo; Fase de produção e pré-incubaçao; Implantação da Incubadora (criação da empresa) e por último Consolidação. 
 
 
De acordo com o diretor executivo do Centro de Empreendedorismo Inovador da CERTI, Leandro Carioni, o projeto representa, ainda, a conexão entre todos os  atores interessados nos avanços do segmento.
 
 
"Alagoas reúne uma série de caraterísticas propícias à implantação da cultura empreendedora, como uma universidade repleta de talentos e grandes pesquisas e a gestão pública dando apoio a esse tipo de iniciativa. O que deverá existir, a partir de agora, é uma conexão entre todos esses atores", ressaltou Leandro Carioni. 
 
 
O encontro foi articulado pela Fapeal e contou com a presença do diretor presidente, Fábio Guedes, e da Analista Técnica do Sebrae, Áurea de Andrade.