AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sábado, 17 Junho 2017 17:01
investigações

Polícia apreende dois menores suspeitos de envolvimento por tráfico de drogas e homicídio

Denúncias para 181 dão conta que os adolescentes podem estar envolvidos no assassinato Yessamim Sara Pereira da Silva

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Texto de Amélia Sandes

Dois menores, de 14  e 17 anos foram apreendidos em flagrante neste sábado (17), por tráfico de drogas na Grota da Alegria, bairro Benedito Bentes. A apreensão ocorreu em uma das muitas abordagens feitas por policiais no local.
Após a apreensão, a polícia constatou que há denúncias contra os dois sobre a participação na morte e esquartejamento de uma adolescente no mesmo bairro.

Desde o crime que vitimou uma garota de 14 anos no último dia 12, as polícias intensificaram as ações na parte alta da cidade em busca dos responsáveis.

Durante abordagem realizada pelo 5º Batalhão de Polícia Militar, na Grota da Alegria, dois adolescentes foram apreendidos com entorpecentes e encaminhados à Central de flagrantes onde foi constatado que há várias denúncias feitas ao Disque-Denúncia 181, sobre a participação dos dois no assassinato e esquartejamento de Yessamim Sara Pereira da Silva, 14 anos. O crime ocorreu na mesma grota onde os menores foram apreendidos.

"Intensificamos as incursões desde o dia do crime e hoje esses menores foram pegos. Não foi nada direcionado a eles. Eles foram apreendidos por estarem com entorpecentes caracterizando tráfico", disse o major Mário Palmeira.

Em muitos casos de menores envolvidos com o tráfico, a polícia os entrega aos pais, após a apreensão.  No caso desses dois, há muitas ligações para o Disque-Denúncia 181, avisando que participaram do assassinato de Yessamim. Isso fez o delegado ponderar sobre a necessidade de deixá-los recolhidos para facilitar a investigação do crime.

"Eles estão apreendidos pelo flagrante de trágico de drogas. Como temos várias informações de que participaram da morte da garota, eles ficarão apreendidos para que investiguemos o caso com mais segurança", explicou o delegado de Polícia  Civil Nivaldo Aleixo.   

O crime é investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital.