AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sexta, 16 Junho 2017 07:46
Pão de Açúcar

Governador Renan Filho inaugura museu na Ilha do Ferro

Museu teve investimentos da ordem de R$ 20 mil da Fapeal, com contrapartida de R$ 15 mil da Universidade Estadual de Alagoas - UNEAL

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
"Toda a produção da Ilha do Ferro é conhecida mundialmente", afirmou Renan Filho, ao lado da primeira-dama, Renata Calheiros "Toda a produção da Ilha do Ferro é conhecida mundialmente", afirmou Renan Filho, ao lado da primeira-dama, Renata Calheiros Márcio Ferreira
Texto de Severino Carvalho

O governador Renan Filho inaugurou, na tarde desta quinta-feira (15), o Espaço de Memória Artesão Fernando Rodrigues dos Santos, na Ilha do Ferro, em Pão de Açúcar. O museu congrega a produção artística da comunidade saída das mãos habilidosas de escultores e bordadeiras.

 

"Nesses 200 anos de Alagoas, esse espaço servirá de ponte para um futuro ainda melhor e eternizará o nome do artesão Fernando Rodrigues. O artesanato, os trabalhos em madeira, o Boa Noite, a pintura, toda a produção da Ilha do Ferro é conhecida mundialmente", afirmou Renan Filho, acrescentando ser, ao lado da primeira-dama, Renata Calheiros, um entusiasta da produção artística da comunidade.

 

A comitiva do governador chegou à Ilha do Ferro de catamarã, inaugurando a Rota do Sol, passeio turístico formatado para ligar Pão de Açúcar ao povoado através do Rio São Francisco. Segundo o empresário Washington Rodrigues, idealizador do projeto, serão oferecidos dois passeios diários, inicialmente aos sábados e domingos.

 

"A Ilha do Ferro é conhecida nacional e internacionalmente por seus artesãos. Então, vamos pegar esse gancho e montar o passeio. As pessoas chegam à Ilha do Ferro, conhecem o museu, fazem compras e movimentam a economia local", explicou Rodrigues.

 

O escultor Aderaldo Lima, 55 anos, destacou a importância do espaço para a preservação da identidade cultural da Ilha do Ferro. Uma de suas obras fica exposta logo na fachada do museu.

 

"Pra gente foi muito bom esse espaço. Todos os turistas que passarem por aqui vão conhecer o museu e ver as nossas peças", disse o escultor.

 

A instalação do Museu teve investimentos da ordem de R$ 20 mil da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), com contrapartida de R$ 15 mil da Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL), por meio do Núcleo de Pesquisa em Literatura e Artes Visuais (Nuplav).

 

"Acredito que estamos plantando aqui uma semenete que irá germinar e dar bons frutos. Estaremos acompanhando de perto cada passo dado", declarou o reitor da Uneal, Jairo José Campos da Costa.

 

O prédio foi doado pela Prefeitura de Pão de Açúcar, através da lei municipal n° 456, de 13 de outubro de 2015. O projeto conta com a colaboração do arquiteto Rafael Brandão, da museóloga Carmen Lúcia Dantas, do curador Paulo Gomes - presentes à solenidade - e o apoio da Galeria Karandash.

 

O nome do Espaço é uma homenagem ao artesão Fernando Rodrigues dos Santos, precursor da produção de arte na Ilha do Ferro, com suas cadeiras artesanais, que têm na madeira típica da caatinga das margens do Rio São Francisco seus elementos preponderantes. Ele foi Patrimônio Vivo de Alagoas, sendo, ao lado de Irineia do Muquém, entre os mais condecorados do Estado.

 

A filha do artesão falecido, Rejânia Rodrigues, participou da solenidade e agradeceu a homenagem. Antes da inauguração, o prefeito de Pão de Açúcar, Flávio Almeida, sancionou a lei que tornou a Ilha do Ferro patrimônio material e imaterial do município.

 

Participaram ainda da solenidade, o vice-reitor do Cesmac, Douglas Apratto; o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em Alagoas, Mário Aloísio; os deputados estaduais Inácio Loiola e Dudu Holanda, o secretário de Estado da Comunicação, Enio Lins, dentre outras autoridades.

 

Investimentos

 

Ao prefeito de Pão de Açúcar, Renan Filho, garantiu apoio para execução da obra de revitalização da orla do município, a construção de um Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp), cuja obra já foi licitada, e a recuperação da rodovia estadual de acesso ao município.

 

"Combinamos com o prefeito que assim que o asfalto chegar de Santana do Ipanema ao trevo de Olho D'Água das Flores, vamos recuperar essa importante rodovia", anunciou Renan Filho.

 

"Essa rodovia foi construída há cerca de 50 anos. É do tempo da Chesf e está muito deteriorada, porém muito importante por se tratar de nosso principal acesso", observou o prefeito.