Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas

 

 

Sábado, 10 Junho 2017 09:23

DESENVOLVIMENTO

Obras facilitam escoamento de produções e fortalecem atração de novas indústrias

Duplicação de rodovias, restaurações asfálticas e obras de saneamento básico estão entre as melhorias promovidas pelo Governo do Estado

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Melhorias nos principais modais logísticos do Estado devem facilitar atração de investimentos Melhorias nos principais modais logísticos do Estado devem facilitar atração de investimentos Marcio Ferreira
Texto de Andressa Alves e Cecília Tavares

Melhorar a infraestrutura do Estado para atrair novas indústrias. Com esse propósito, várias obras estruturantes têm sido executadas pelo Governo de Alagoas. Um bom exemplo são as duplicações de estradas, executadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem de Alagoas (DER). A duplicação da AL-220, no trecho que liga as cidades de Barra de São Miguel e São Miguel dos Campos, por exemplo, deve potencializar o desenvolvimento econômico da região, assim como a obra da Alça da Flamenguinha, que já teve a ponte concluída.

Para o empresário Alberto Cabús, proprietário da indústria alimentícia FikaFrio, que distribui seus produtos no Estado e comercializa ainda em Pernambuco, Paraíba e Sergipe, as duplicações são fundamentais. “Essas duplicações tem sido importantes para gente escoar a produção com mais agilidade e também fundamentais para evitar acidentes, com estradas bem sinalizadas e em boas condições”, afirmou o empresário.

Há ainda, em fase de projeto, duas obras a serem executadas pelo DER: a duplicação do trecho São Miguel dos Campos – Arapiraca, com valor previsto de R$ 195 milhões, e a duplicação de São Sebastião-Arapiraca, com orçamento avaliado em R$ 80 milhões. Ambas devem não só favorecer o comércio e a indústria, mas também fortalecer e desenvolver as atividades agrícolas da região.

Já o programa Pró-Estrada, executado pela Secretaria Estadual de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand), também é peça fundamental na construção de uma melhor infraestrutura e, com menos de um ano de execução, já beneficiou mais de 30 municípios alagoanos, com serviços em andamento de norte a sul, leste a oeste do Estado. O programa visa à recuperação e reestruturação da malha viária estadual, além de atender vias urbanas de algumas cidades, assegurando maior mobilidade e segurança viária para população. Já entregues pelo Governo de AL, a recuperação de 6,5 km do acesso a Coité do Noia e a recuperação de 12 km do acesso a Feira Grande, no Agreste alagoano, por exemplo, são fundamentais para movimentar o comércio da região, uma vez que 42% da atividade econômica de Arapiraca, a principal cidade do entorno, é baseada no segmento. Há ainda a restauração asfáltica da rodovia AL-105, no trecho que liga a Usina Coruripe a Teotônio Vilela, no entroncamento com a BR-101, região Sul, que teve ordem de serviço assinada este mês pelo Governador Renan Filho.

“Todas essas obras de recuperação asfáltica e duplicação de estradas, aliadas a um ambiente de negócios favorável, com incentivos fiscais, celeridade nos processos e segurança jurídica, favorecem o desenvolvimento econômico de Alagoas. Lembrando que uma infraestrutura adequada não beneficia apenas as indústrias e o comércio, mas é fundamental para desenvolver o Turismo”, explicou o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Helder Lima.

Saneamento O Governo de Alagoas lançou, em 2015, o Programa Estadual de Esgotamento Sanitário, coordenado pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra), com o intuito de ampliar a cobertura de esgoto de 19% para 40% no interior do Estado e de 35% para 70% em Maceió. Municípios estratégicos economicamente, como Maceió, Arapiraca, Santana do Ipanema, Maragogi e Penedo já possuem novos sistemas em operação. No total, são 30 municípios com sistemas em operação ou obras em andamento, o que representa 30% do Estado com ampliação da cobertura de esgoto.

A obra da Bacia da Pajuçara e Linha Expressa, por exemplo, é uma demanda do trade turístico de Maceió e já se encontra em fase de teste. Com recursos exclusivos do Governo do Estado, a obra possui um investimento de R$ 8,2 milhões e representa uma melhor coleta de esgoto dos bairros de Jacarecica, Cruz das Almas, Stella Maris, Jatiúca, Mangabeiras e Pajuçara, minimizando os problemas de transbordamentos e línguas sujas. Fruto da parceria Público-Privada (PPP), o saneamento do bairro do Tabuleiro dos Martins, em Maceió, conta com um investimento de R$ 200 milhões para 40 mil ligações domiciliares e 220 km de rede coletora de esgoto.

A obra beneficiará as empresas já instaladas no Polo Industrial Governador Luiz Cavalcante. Com relação a Infraestrutura Hídrica, o Canal do Sertão já distribui 107 km de água pelo Semiárido alagoano e beneficia 160 mil sertanejos, em sete municípios – Delmiro Gouveia, Pariconha, Água Branca, Olho d’Água do Casado, Inhapi, Senador Rui Palmeira e São José da Tapera. A obra completa, até o Trecho 5, tem previsão de entrega para 2018 e está orçada em R$ 3 bilhões, oriundos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). No total, serão 250 km de água para 42 municípios alagoanos, do Sertão ao Agreste.