AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Terça, 16 Maio 2017 16:16
PREVENÇÃO AO SUICÍDIO

Alagoas é o primeiro a criar projeto específico de combate ao jogo Baleia Azul

Pesquisa aponta que um em cada 10 adolescentes de 11 a 17 anos no Brasil acessa conteúdos na internet sobre formas de se ferir, e um em cada 20, de se suicidar

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Cronograma levará orientações para estudantes, educadores e familiares sobre como se proteger contra o jogo do suicídio Cronograma levará orientações para estudantes, educadores e familiares sobre como se proteger contra o jogo do suicídio (Fotos: Vitor Beltrão)
Texto de Victor Brasil

Preocupada com o alcance do jogo ‘Baleia Azul’ em Alagoas, a Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev) lançou, nesta terça-feira (16), um projeto de prevenção e combate ao suicídio entre crianças e adolescentes. A iniciativa irá criar um cronograma de palestras informativas para toda a comunidade escolar da rede pública e privada.

 

O jogo Baleia Azul leva adolescentes vulneráveis a realizar tarefas diárias, incluindo a automutilação, ao longo de um período de 50 dias. A última etapa é a morte.

 

Participantes surgem em grupos fechados, selecionados de madrugada. Na sequência, o administrador lança os desafios macabros. O nome do jogo, que teria surgido na Rússia, deriva da espécie presente nos Oceanos Atlântico, Pacífico, Antártico e Índico, que chega a procurar as praias, por vontade própria, para morrer.

 

Segundo a titular da Seprev, Esvalda Bittencourt, a necessidade de criar este projeto surgiu exatamente da sua relação com o tema suicídio e a crescente onda de casos ocorrendo em Alagoas.

 

“Estamos atentos a todas as formas novas de violência e não poderíamos deixar de pensar em uma forma de combater este jogo. Mas o projeto irá além do foco no Baleia Azul. Vamos expandir a orientação para todas as formas que estimulam e induzam nossos jovens ao suicídio”, enfatizou.

 

O superintendente da Criança e do Adolescente da Seprev, José Edmilson de Souza, ressaltou durante o evento de lançamento que, graças a esta iniciativa, Alagoas é o primeiro estado brasileiro a lançar um projeto governamental direcionado à prevenção e ao combate do jogo ‘Baleia Azul’.

 

“Como o tema é bastante novo e com pouca base teórica tivemos um pouco de dificuldade em criar o nosso cronograma, porém, conseguimos deixar o projeto bastante estruturado. Somos o primeiro estado a pensar em ações concretas como esta”, destacou.

 

Dados e Estatísticas

 

Conforme pesquisa do Centro de Estudos Sobre Tecnologias da Informação e Comunicação (Cetic), um em cada 10 adolescentes de 11 a 17 anos no Brasil acessa conteúdos na internet sobre formas de se ferir, e um em cada 20, de se suicidar.

 

O levantamento do Cetic, que analisou 19 milhões de internautas brasileiros, mostra o avanço das buscas desse público por mutilações (11%) e mortes (6%) no universo online. Os casos mais recentes envolvem o Baleia Azul.

 

Para o gerente de Políticas para Crianças e Adolescentes da Seprev, Valdomiro Pontes, um dos responsáveis por estruturar o novo projeto, os jovens – alvos deste jogo - estão em uma fase em que pais e professores precisam estar em alerta, pois ainda não conseguem perceber com clareza as consequências de seus atos.

 

“É exatamente por este fato que criamos um cronograma de palestras no ambiente escolar para alertar tanto os estudantes, quanto os professores e familiares. Queremos, por meio da conscientização e alerta, impedir que os nossos jovens caiam nessa grande armadilha”, comentou Valdomiro Pontes.

 

A ideia é que haja divulgação maciça nas escolas públicas e particulares em todo o Estado. Para isso, a Seprev irá capacitar todos os conselheiros tutelares de Alagoas para que eles sejam braços do projeto e auxiliem na orientação e alerta da população de suas regiões.