AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Domingo, 07 Maio 2017 11:10
ESTÁDIO VIVO

Rei Pelé: Estádio se transforma na casa de todas as modalidades esportivas

Trapichão” recebe federações, atletas e eventos de esporte, lazer e juventude\r\n 

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
O Rei Pelé ainda serve como sede de diversas federações, que podem dar sequencia aos seus trabalhos administrativos, bem como recepção e treinamento de atletas O Rei Pelé ainda serve como sede de diversas federações, que podem dar sequencia aos seus trabalhos administrativos, bem como recepção e treinamento de atletas Ascom Selaj
Texto de Paulo Chancey Junior

Foi-se o tempo em que o Rei Pelé era apenas um espaço para a prática do futebol. A maior praça esportiva do Estado de Alagoas continua sendo abrilhantada com os jogos do Campeonato Alagoano e o “Clássico das Multidões” entre CSA e CRB, mas hoje as portas estão abertas para diversas modalidades, treinamentos e profissionais que propagam o esporte, atividade física e lazer.

Inaugurado no ano de 1970, o Estádio Rei Pelé passou por diversas reformas e era a concentração principal do futebol em Alagoas. Os anos se passaram, outras modalidades cresceram e a necessidade de se manterem ativas, leva os seus gestores a buscarem parcerias, desde a sua acomodação, passando por treinamento de atletas e realização de eventos.

A Secretaria de Estado do Esporte, Lazer e Juventude (Selaj), criada há dois anos, funciona e administra o Estádio Rei Pelé. A titular da pasta, Claudia Petuba classifica como positivo o saldo da nova realidade do Estádio Rei Pelé.

“Dois anos após termos aberto as portas do Rei Pelé, não apenas para o futebol, mas para o esporte alagoano, apontamos como positivo. Apenas em 2016, tivemos uma frequentação recorde. O Rei Pelé oferece uma gama de espaços subutilizados. O nosso gramado é um dos melhores do país, recebendo nota máxima no padrão FIFA e CBF. Além desse gramado, o Estádio oferece auditório 100 pessoas, 50 alojamentos com capacidade para até 400 pessoas e que no ano passado recebeu em torno de 8 mil pessoas. A cozinha do Estádio por exemplo, vamos dar total apoio a Secretaria de Estado Desenvolvimento Social para restaurante popular para comunidade esportiva e pessoas da região”, comemorou.

Desde o início da gestão na Selaj, a ideia era tornar o Rei Pelé um estádio funcional, atendendo o esporte profissional e amador e a iniciativa está consolidada.

“Disponibilizamos o Estádio para jogos da segunda divisão profissional, bem como o futebol amador, masculino e feminino, como a Copa Rainha Marta. Além disso, o gramado do Rei Pelé recebe uma diversificação de modalidades. De forma inédita, o Estádio recebeu a final de um torneio regional de futebol americano. O representante alagoano, Maceió Marechais disputou a final Copa do Nordeste, no encerramento do calendário 2016. Isso foi simbólico para todos nós”, disse.

A secretaria ainda lembrou de espaços e atividades que estão sendo explorados no “Trapichão”. “Nosso espaços estão sendo melhor utilizados. Um exemplo é o Centro de Fisioterapia e Recuperação Esportiva , CEFIRE. Um espaço de ponta, destacado a nível nacional, com equipamentos de pilates, musculação e que está a disposição dos atletas. O Corpo de Bombeiros utiliza este espaço para seus treinamentos, bem como o projeto Bombeiro Mirim. Donas de casa da região receberam instruções de como manusear os botijões de gás, crianças tiveram treinamento para técnica de salvamento. O próprio Comandante Adriano Amaral relatou que um menino, conseguiu salvar a vida do irmão, utilizando a técnica que aprendeu”, lembrou.

O Rei Pelé ainda serve como sede de diversas federações, que podem dar sequencia aos seus trabalhos administrativos, bem como recepção e treinamento de atletas. “Antes tínhamos salas fechadas e requalificamos mais de 15 salas e disponibilizamos para federações”, disse.

“O Centro de Treinamento Alyson Franco, o personal Rafa Casado, tem promovido treinamentos de condicionamento físico, bem como a Revista Suor tem realizado eventos da área esportiva e de atividades físicas aqui. Desde já, quero convidar diversos grupos, entidades e instituições que queiram divulgar e propagar o esporte”, concluiu.

A parceria entre instituições do Governo do Estado também está inserida nesta nova realidade. O Comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Adriano Amaral enalteceu o novo momento do Rei Pelé.

“Uma parceria junto a Selaj, a secretária Claudia Petuba desde o início da gestão. Desde de 2015 estamos unidos, numa troca de benefícios. Nos foi cedido a estrutura do Rei Pelé para treinamentos eventuais, bem como o Bombeiro Mirim e competições internas do Corpo de Bombeiros. Nós acompanhamos todas as melhorias que foram feitas no Rei Pelé. Com a iniciativa da secretaria, com todo o apoio do Governo do Estado e nosso acompanhamento, dentro de toda legalidade, a parceria tem sido de sucesso”, avaliou.

O Rei Pelé se tornou uma praça que literalmente respira esporte e atividades de lazer e juventude da própria Selaj, como Lazer nas Cidades, Esporte Verão, Na Base do Esporte, bem como futebol, futebol americano, judô, kung-fu, luta olímpica, slackline e a “febre” do momento, que é o treinamento funcional.

Fisioterapeuta e um dos organizadores de treinamentos no Rei Pelé, Alyson Franco descreveu como é a realização de um evento num local, totalmente diferente do que os praticantes estão acostumados.

“É muito importante ter o Estádio Rei Pelé a disposição para realização de treinos diferentes, inovadores, desafiadores e estimulantes. Pois nos permite uma infinidade de possibilidades, como escadaria, pista de atletismo, rampas, campinho, fora o visual que agrada a todos”, afirmou.