Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quinta, 22 Dezembro 2016 10:40
TROCA DE EXPERIÊNCIAS

Sefaz apresenta resultados de ações estaduais à regional da Receita Federal

Reunião permitiu apresentação de iniciativas de aperfeiçoamento fiscal

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Nota Fiscal Cidadã foi um dos bons exemplos da Sefaz, ao apresentar à Receita Federal resultados obtidos pela gestão nas áreas de planejamento, execução e modernização das ações fiscais Nota Fiscal Cidadã foi um dos bons exemplos da Sefaz, ao apresentar à Receita Federal resultados obtidos pela gestão nas áreas de planejamento, execução e modernização das ações fiscais
Texto de Isabelle Monteiro

O secretário de Estado da Fazenda de Alagoas, George Santoro, recebeu, na quarta-feira (21), o superintendente regional da Receita Federal, Giovanni Campos, para alinhamento e apresentação dos resultados obtidos pela gestão nas áreas de planejamento, execução e modernização das ações fiscais.

 

Na ocasião, o secretário destacou o desempenho positivo obtido com a implantação gradual da Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e), novo documento fiscal que simplifica as rotinas de compra e venda e reduz custos para as empresas varejistas e que registrou um dos maiores crescimentos do país com mais de 6 milhões de notas emitidas em menos de um ano.

 

As equipes também discutiram o aperfeiçoamento da fiscalização nas fronteiras e rodovias alagoanas, desenvolvido desde 2015, além das obras que estão sendo executadas para garantir maior estrutura para desempenho das atividades.

 

Santoro também apontou os benefícios reconhecidos com a campanha da Nota Fiscal Cidadã, lançada em julho deste ano, para engajar os alagoanos a inserirem o CPF na nota nas operações de compra e ajudarem a mais de 49 instituições sociais cadastradas. "Verificamos um aumento de 25% na emissão de notas fiscais por meio do CPF na nota", comentou Santoro.

 

 

Boa relação

De acordo com o superintendente da Receita Federal, a troca de experiências e informações entre os órgãos garante maior estreitamento da relação que já existe com o Fisco Alagoano.

“Nós temos muitas agendas comuns com o Estado no âmbito de fiscalização, de controle de contribuintes do Simples Nacional; sonegação e trabalho de inteligência fiscal, entre outras atividades que possibilitam a troca de informações. Então estamos aqui para nos colocarmos à disposição e verificar eventuais dificuldades que estão ocorrendo e assim fortalecer a parceria”, comenta.

 

Na oportunidade estiveram presentes também o delegado adjunto da Receita Federal, Francisco Tavares, o secretário especial e o superintendente da Receita Estadual, Fabrício Santos, e Francisco Suruagy, além da gerente de Planejamento da Ação Fiscal, Alexandra Vieira.

 

 

 

N