Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Terça, 23 Fevereiro 2016 17:38
CELERIDADE

Secretário da educação visita obras da nova escola em tempo integral de Murici

Ao lado do governador Renan Filho, Luciano Barbosa verificou o andamento das obras da nova unidade de ensino que deverá ficar pronta em maio deste ano

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Ao todo, 54 operários estão trabalhando diretamente na construção da escola. Ao todo, 54 operários estão trabalhando diretamente na construção da escola. José Demétrio
Texto de Ricardo Rodrigues

O secretário de Estado da Educação, Luciano Barbosa, acompanhado do governador Renan Filho e outras autoridades, visitou, nesta terça-feira (23), as obras da nova Escola de Educação Integral que está sendo construída na cidade de Murici, na Zona da Mata de Alagoas.

 

Com doze salas de aula, biblioteca, laboratórios de informática e de química, sala de leitura, sala de direção e coordenação, recreio coberto, banheiros, além de ginásio poliesportivo, a unidade de ensino ocupa uma área de dois mil metros quadrados e fica no conjunto residencial Olavo Calheiros, próximo à entrada nova da cidade.

 

 

De acordo com o secretário Luciano Barbosa, a previsão é que até o final de maio a escola seja inaugurada. “Como é um equipamento novo, a escola ainda não tem nome, mas vamos escolher um nome que represente o município e a educação na região”, afirmou Barbosa.

 

Para Barbosa, a construção de mais uma unidade de ensino integral representa o esforço do Governo do Estado em melhorar os seus índices educacionais. “Além disso, a entrega dessa escola vai beneficiar milhares de moradores do conjunto residencial, já que parte da cidade atingida pela enchente de 2010 praticamente se mudou para essa parte alta de Murici”, observou o secretário.

 

 

O prefeito do município, Remi Calheiros, também participou da visita. “Com a construção dessa escola, o conjunto inteiro será valorizado”, comemorou o prefeito. Segundo ele, a parte mais demorada da obra já passou, que foi a etapa de terraplanagem. Como área escolhida era muito acidentada, foi preciso cerca de 54 mil metros cúbicos de aterro para nivelar o terreno.

 

 

As obras estão orçadas em R$ 4,7 milhões. Os recursos são do governo federal, com contrapartidas do Estado e da Prefeitura de Murici. De acordo com o gerente de operações da Construtora MVC no Nordeste, Rogério de Oliveira, ao todo, 54 operários estão trabalhando diretamente na construção da escola. “Desse total, 32 trabalham na parte civil da obra e 22 na montagem dos módulos”, acrescentou.