Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sexta, 19 Fevereiro 2016 19:03
PLANEJAMENTO 2016

Emater e Embrapa definem planejamento para pesquisa em 2016

Projeto realizado na estação experimental da Emater em Santana do Ipanema será ampliado

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Parceria entre Emater e Embrapa irá complementar e ampliar a pesquisa no Estado. Parceria entre Emater e Embrapa irá complementar e ampliar a pesquisa no Estado. (Foto: Paulo Dias)
Texto de Vinícius Rocha

Em visita, nesta sexta-feira (19), à Estação Experimental do Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável de Alagoas (Emater-AL), localizada no município de Santana do Ipanema, o chefe adjunto de pesquisa e desenvolvimento da Embrapa Arroz e Feijão, Alcido Elenor, definiu com o pesquisador da Emater, Fernando Gomes, o planejamento da parceria para 2016.

No ano passado, a Embrapa, que ainda durante a gestão do governador Renan Filho terá, pela primeira vez, uma unidade de pesquisa em Alagoas, realizou atividades relativas ao cultivo de feijão na estação experimental de Santana do Ipanema. Os resultados já foram colhidos e ainda serão divulgados.

Em 2016, a parceria se ampliará ainda mais com duas novas Unidades Demonstrativas de feijão sendo cultivadas na área. Ao todo, de acordo com o pesquisador da Emater, Fernando Gomes, serão plantados nessas unidades cinco ou seis materiais promissores, resultados do ensaio feito em 2015.

De acordo com o pesquisador, o objetivo é analisar como o cultivo enfrenta o estresse hídrico (resistência à seca). “Apesar da seca de 2015, o material foi produzido, então o trabalho vai continuar nessa linha, nós temos a possibilidade de avaliar um material resistente à escassez de água, o que traz novos horizontes para agricultores de toda região”.

Ainda segundo Fernando, à vinda da Embrapa para Alagoas não vai acabar com o trabalho de pesquisa realizado por outras entidades, como a Emater.

“Pelo contrário, a Embrapa vem para complementar e ampliar a pesquisa no Estado. É um trabalho de parceria que ficará ainda mais próximo com a Unidade. Nós esperamos colher bons resultados e dar continuidade aos trabalhos de pesquisa já realizados”, detalhou.

O pesquisador e especialista em melhoramento genético da Embrapa, Luís Cláudio de Faria, que também participou da visita, é o responsável pela coordenação do projeto.